ATIVIDADES


Unidade 1
Atividade 1.1: Reflexões iniciais, realizadas em duplas, acerca dos desafios da escola na sociedade atual, que devem ser registradas usando o editor de textos e compartilhadas com os colegas. Reflexão sobre a identidade do professor e sobre a própria aprendizagem (leituras e pontos de reflexão).
Nesta atividade, os cursistas vão refletir sobre os desafios da escola, bem como seus próprios desafios educativos no panorama da sociedade atual.
A síntese das respostas deve resultar em um texto de uma página – cerca de 250 a 300 palavras –, que deve ser elaborado pela dupla que compartilhou o computador e postado na  Biblioteca do e-Proinfo, no espaço Material do aluno, tema “Atividade 1.1” e subtema “Reflexões iniciais”.
O cursista será, também, convidado a acessar as atividades elaboradas pelos colegas, as quais estarão disponíveis na mesma biblioteca, para conhecer suas reflexões e relatos.

Atividade 1.2: Reflexão sobre a identidade do professor sobre a própria aprendizagem (leituras e pontos de reflexão).
Atividade: Participar de um debate, na ferramenta fórum, sobre o tema identidade do professor: Quem sou eu como professor e aprendiz.
Refita acerca das seguintes questões:
- O que é ser professor hoje?
- Quem sou eu (professor) neste contexto?
Compartilhe suas reflexões no Fórum “Quem sou como professor e aprendiz?” e aproveite para comentar respostas de outros colegas e para dialogar criticamente sobre a docência no contexto da sociedade da aprendizagem.

Atividade 1.3: Aprofundamento das reflexões sobre aprendizagem e análise da escola diante desse novo panorama da sociedade/tecnologia na escola.
A partir das questões colocadas anteriormente e da análise da entrevista, registre suas rescisões e aprendizagens em seu Diário de Bordo.
Orientações para a realização da atividade:
1.  Acessar o item Diário de Bordo no Ambiente Virtual do curso;
2.  Selecionar seu nome na listagem;
3.  Escrever sua reflexão no espaço próprio do Diário de Bordo.
Fonte: Entrevista concedida à Rede Vida, em 2004, Ladislau Dowbor
Atividade Extra 1.3A: O uso da tecnologia na escola, quando pautada em princípios que privilegiam a construção do conhecimento, o aprendizado significativo e interdisciplinar e humanista, requer dos profissionais novas competências e atitudes para desenvolver uma pedagogia voltada para a criação de estratégias e situações de aprendizagem que possam tornar-se significativa para o aprendiz, sem perder de vista o foco da intencionalidade educacional.
Reflita, com base nas perguntas a seguir, e registre suas ideias no seu Diário de Bordo:
- Como sei que o aluno aprendeu determinado assunto?
- Quando o professor transmite uma informação?
- Quando o aluno procura uma informação na internet?
- A informação é necessária, mas ela, por si só, garante que o aluno possa construir seu conhecimento?
- O que significa conhecimento e como ele difere da informação?
Atividade Extra 1.3 B - Cada uma das tecnologias, seja o vídeo/DVD, seja a internet, o computador, entre outras, carrega suas próprias especificidades que podem ser utilizadas de forma complementar entre si e/ou podem ser integradas com outros recursos tecnológicos ou não.
Reflita e registre suas idéias no Diário de Bordo.
- Como o professor pode desenvolver uma prática pedagógica integradora que contemple os conteúdos curriculares, as competências, as habilidades e as diferentes tecnologias, disponíveis na escola, em ações nas quais as tecnologias possam contribuir efetivamente?
- Como o professor pode criar uma situação de aprendizagem com o uso de tecnologias que seja significativa para o aluno?
REFERNCIAL
a)      ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini Tecnologia na escola: criação de redes de conhecimento. In: ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini; MORAN, José Manuel. (Orgs.). Integração das Tecnologias na Educação. Salto para o Futuro. Brasília: MEC, SEED, 2005. Disponível

b)      em:. Acesso em: 20 set. 2010TORNAGHI, Alberto. Escola e tecnologia: uma conversa. Programa Salto para o Futuro. In: Boletim da Série Escola faz tecnologia faz escola... Brasília: MEC, SEED, 2003. Disponível em:. Acesso em: 16 set. 2010.

Atividade 1.4: Faça uma pesquisa na sua escola para levantar quais tecnologias são mais utilizadas e de que forma isso vem acontecendo. Analise, também, se as tecnologias estão sendo utilizadas para apoiar práticas tradicionais, ou se potencializam a produção ou modificação de propostas pedagógicas. (Orientações na pagina 48 do Guia)

Atividade 1.5: As rescisões registradas no Diário de Bordo serão as bases para a estruturação de um mapa conceitual das aprendizagens construídas até o momento no curso. Realize a atividade 1.5, a fim de sintetizar as aprendizagens mais significativas que você teve até este momento no curso. Ensinando e aprendendo com as tecnologias e mídias digitais / Papel do professor.
Elabore um mapa conceitual para sintetizar as aprendizagens conquistadas até o momento. Compartilhar o mapa on-line, no espaço Biblioteca.
Atividade 1.6: Aprendizagem significativa e uso de tecnologias no trabalho por meio de projeto
Atividade: Realizar uma pesquisa orientada – metodologia WebQuest sobre experiências desenvolvidas com projetos.

Unidade2

Atividade 2.1:

Navegação em hipertexto e discussão sobre a experiência de navegar (Pagina 86)

Navegue livremente, por cerca de dez minutos, pelo site do Portal do Professor, mantido pelo MEC: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html
Após esse livre navegar, responda a estas questões: Qual é a impressão a navegação no Portal do Professor deixou em cada grupo? Que diferenças de percepção resultaram? Alguém se perdeu na navegação? Souberam voltar para as páginas iniciais? Navegar à deriva trouxe-lhes algum ganho? Quais foram?
Faça seu comentário no ambiente do e-proinfo na ferramenta fórum.



Atividade 2.2: Navegação em busca do conceito de hipertexto (Pagina 89)

Faça uma pesquisa na internet sobre o conceito de hipertexto – vá até a página do Google e inicie a sua busca com a chave “o que é hipertexto?”.

Agora, observe o resultado dessa busca: Quantas páginas foram listadas? O que isso pode indicar? Acesse, agora, o primeiro item da lista de resultados do Google – Note que, em todos os sites listados nesse primeiro item, há uma definição para hipertexto. Navegue à vontade por essas definições; e, depois, volte para as páginas anteriores. Dê ênfase especial à página da Wikipédia que trata de hipertexto. Ela está replicada no CD do curso, para quem não tiver acesso à internet. Ao terminar a navegação, o cursista deve escrever um pequeno texto de 250 a 300 palavras relatando suas impressões e publicá-lo no fórum:Experiência de navegar livremente”.

Ao terminar a navegação, escreva um pequeno texto (250 a 300 palavras), no editor de textos do BrOffice ou no word, relatando suas impressões sobre a experiência de navegação; diga como foi, para você, lidar com um produto textual em que se navega além de ler. Ao escrever esse texto, sugiro que você reflita sobre as seguintes questões: Clicar nos links facilitou ou complicou sua caminhada para compreender o que é um hipertexto? Você se perdeu? Conseguiu retornar e achar seus caminhos? Conheceu coisas inesperadas? Aprendeu um pouco acerca do tema central: os hipertextos? Saberia dizer por onde andou? Saberia enumerar cada coisa sobre o que leu?

Após salvar o seu documento, nomeando o arquivo, conforme a estrutura de sempre: unidade_2_percepcoes_ao_navegar_por_hipertextos_seu_nome, Poste em diário de bordo ou biblioteca. Que tal compartilhar suas impressões no fórum ‘Experiência de navegar livremente’?   

Atividade 2.3: O que é hipertexto?  (Pagina 90)
Vá ao Fórum escolha e leia alguns trabalhos dos seus colegas. Elabore uma conceituação sua sobre hipertexto, utilizando o que leu até agora.
 A proposta é criar um texto curto, de no máximo uma página, com uma colagem
de colaborações retiradas do que você leu e adicionar algum comentário ou intervenção sua.
Procure, nas várias páginas que leu, alguns trechos pequenos que, em sua opinião, expressam
de forma clara o que é um hipertexto.

Atividade 2.4: Compartilhando (Pagina 92)
Os cursistas deverão realizar a leitura dos trabalhos dos colegas. Em seguida, escolherão um ou mais trabalhos para realizar um parecer avaliativo a ser postado no próprio FórumConceituando Hipertexto”. 

Atividade 2.5: Criando um portfólio em hipertexto. (Pagina 96)
Glossário
Portfólio é uma coleção, pessoal e organizada, dos trabalhos, das construções e das descobertas que cada um faz ao longo de um curso. É como uma imagem do processo de sua aprendizagem.

Cada um fará um portfólio digital. Nas escolas em que for possível, eles serão publicados na
Interne (blog). Nas demais, será publicado no servidor local ( blog do curso), de forma que
todos os participantes do curso possam ter acesso a ele. Portanto, no portfólio digital você vai
registrar a evolução do seu trabalho e poderá, ao longo do caminho, ir verificando como se dá
o seu aprendizado. Poste o endereço do seu portifólio em diário de bordo ou apresente aos colegas cursistas no próximo encontro presencial.
Atividade 2.6: Planejando uma atividade com hipertexto ou internet (Pagina 99)
Em duplas ou trios, planejem o uso, em sala de aula, de alguns recursos aprendidos nas semanas anteriores. Exemplo: Atividades com hipertexto, criação de páginas pessoais com links para internet de coisas pelas quais tenham interesse, ou navegação e pesquisa na internet.
É fundamental que a atividade escolhida seja factível com os recursos existentes na escola e que sua elaboração desencadeie um amplo processo de interação e colaboração, via publicação na Biblioteca “Material do Aluno”, tema: Atividade 2.6, subtema: Planejando atividades com hipertexto, e que dêem contribuições no FórumAnálise dos trabalhos dos colegas”. 

Atividade 2.7: Execução do planejamento realizado na Atividade 2.6 (Pagina 111)
Organize os registros das observações, se possível ilustrar com fotos. São oferecidas dicas de como trabalhar com fotos no programa Digikam do Linux Educacional. Sugerem-se, ainda, pontos que devem ser observados e anotados, e outros complementares, para serem analisados e avaliados.
Como leitura complementar, é indicado o texto de Maria Amélia Santoro Franco: “Pedagogia da pesquisa ação”, disponível em: http://www.scielo.br/pdf/%0D/ep/v31n3/a11v31n3.pdf  .
Ainda como fonte de informações, enfatizamos o portal “Domínio Público” do MEC.
E finalizando, você está convidado a visitar o material do curso “Introdução à Educação Digital”, disponível no Portal do Professor, e viajar por alguns blogs.

Atividade 2.8: O registro digital da experiência. - o hipertexto (Pagina 118)

Vocês elaborarão, agora, um registro digital da experiência na forma de um hiperdocumento. Iniciem com uma postagem no blog do grupo. Essa postagem deve remeter para arquivos feitos noutros formatos, tais como texto, imagens, textos com imagens, apresentações de slides, etc. Se puderem, façam ligações (links) para o que seus alunos produziram. Assim, terão um hiperdocumento que pode ser ainda mais claro acerca de alguns objetivos que tenham conseguido atingir. 

Atividade 2.9: Outro registro digital: uma apresentação de slides (Pagina 121)

Essa atividade sugere a elaboração de um pôster para dar apoio à apresentação da experiência, no início do momento presencial da Unidade 2, que ocorrerá no próximo encontro presencial. Nele, deve constar um resumo ilustrado do trabalho realizado por eles com os alunos.

A função do pôster será dar suporte à apresentação de vocês para os colegas no encontro presencial. Nele, devem constar os aspectos mais gerais do trabalho. É como se fosse um resumo ilustrado e ilustrativo do trabalho de vocês.

Ao criá-lo, vocês vão exercitar, principalmente, sua capacidade de síntese, de apresentar, em poucas palavras, os aspectos centrais e mais importantes do que experimentaram. Devem usar sempre frases curtas, como se fossem manchetes de um noticiário. No dia do encontro, vocês farão uma apresentação oral de seu trabalho para seus colegas, usando o pôster como apoio e memória.



Atividade 2.10: Vagando pela Wikipédia (Pagina 123)

Agora você e um colega vão visitar a página de apresentação da Wikipédia portuguesa em http://pt.wikipedia.org.  Essa página corresponde ao verbete Wikipédia da própria enciclopédia. Nela, há uma descrição cuidadosa sobre sua história, passando por aspectos como confiabilidade, dentre outros.  Leia também sobre o que é um ambiente Wiki – você também pode encontrar boa descrição do Wiki na Wikipédia.

Navegue um pouco pela Wikipédia e busque outros verbetes. Você notou que, em cada verbete, há uma aba cujo nome é ‘editar’?  Discutam, no grande grupo, o que essa aba significa. Observaram que há, também, uma aba intitulada ‘discussão’? Qual o papel dessa aba na Wikipédia?

Atividade 2.11: Vagando pela Wikicionário (Pagina 126)
Abra a página inicial da Wikipédia que fica em http://pt.wikipedia.org. 

Veja que a primeira página traz uma coleção de informações; alguma delas, bem instigantes e curiosas. O que é apresentado nessa página muda todo dia. Passeie por ela um pouco e verifique se há algo do seu interesse.  

Neste momento, enquanto estou escrevendo este texto, consta que, na Wikipédia, contém agora pouco mais de 400.000 mil artigos, só na versão em português. Impressionante!Agora, tente procurar por algum verbete que tenha bastante significado na região onde você vive. Procure por nomes de pássaros, flores, comidas, danças, tipos de embarcação, formas de transporte. Pesquise pelo nome de uma cidade grande e por uma cidade bem pequena que conheça.

Você encontrou todos os termos que procurou? Estão bem definidos? Há diferenças importantes na forma como os verbetes estão definidos? Você poderia acrescentar algo a algum dos verbetes? Então, cadastre-se na Wikipédia e o faça. Que tal combinar para fazer isso no seu grupo de trabalho?   

Abra a página inicial do Wikcionário em português que fica em http://pt.wiktionary.org/. Vagueie um pouco por ele, começando pela primeira página, para familiarizar-se com o ambiente. Repare que parece muito com o da Wikipédia. Veja a definição de alguns termos comuns para saber como aparecem e as diversas possibilidades que o ambiente oferece e sugere. Visite alguns substantivos, alguns verbos.
Para fundamentar o trabalho, visite o texto “Num mundo wiki, uma escola idem - Parte I”, de Jaime Balbino, que pode ser encontrado no CD do curso ou no site:  http://www.dicas-l.com.br/educacao_tecnologia/  

UNIDADE 3
Contextualizando a mudança.
Diante da necessidade de dialogar e compreender a realidade dos alunos, reflita sobre as questões apresentadas a seguir e explicite seu ponto de vista produzindo um pequeno texto a ser compartilhado no Fórum.

Atividade 3.1
Orientações para a realização da atividade:
1. Debata as questões propostas com um(a) colega. Ao terminar o debate, escrevam uma mensagem, a ser postada no Ambiente Virtual, no Fórum.
“Contextualizando a mudança: da teoria à prática”, listando as estratégias identificadas pela dupla, como resposta para a segunda questão.
Lembrem-se de que a primeira questão, proposta para reflexão, tem um caráter de auto-avaliação de sua prática. Dessa forma, ao invés de compartilhar no fórum, sugerimos que guardem em seu Diário de Bordo, a fim de que lhes sirva como reflexão constante, de modo que sua atuação, em classe, possa melhorar cada vez mais.

Atividade 3.2
Contextualizando a mudança - da teoria à prática
A proposta, aqui, é que você planeje e execute uma atividade junto aos seus alunos, visando ao aprimoramento da interação e do vínculo entre vocês, a partir de um maior conhecimento da turma e da possibilidade de identificação de desejos e necessidades de aprendizagem do grupo. Para isso, apresentamos alguns procedimentos:
1. Leia com atenção as diferentes estratégias compartilhadas no Fórum
“Contextualizando a mudança: da teoria à prática”, como fonte de inspiração para o planejamento de uma ação a ser realizada com uma turma, integrando tecnologias para facilitar a percepção da realidade de seus alunos.
Deixe sua criatividade solta; mescle ou adapte idéias de acordo com seu contexto especifico e tempo para a realização da atividade. Seja realista; evite, portanto, ações que possam demandar um tempo de que você não dispõe no momento. Salientamos que, mesmo ações bastante simples, podem trazer excelentes resultados. Além disso, esse exercício de diálogo com seus alunos e aprimoramentos de sua prática é contínuo; e, posteriormente, poderão ser aplicadas idéias mais complexas.
Reflita sobre as seguintes questões: Houve necessidade de mudanças ou adaptações? Em que medida você considera que atingiu seu objetivo pedagógico? Surgiram idéias para novos aprimoramentos e ações?
Publique o relato da experiência em seu Portfólio do curso, estruturado no blog que você criou na Unidade 2.
Você também pode aproveitar a experiência vivida e comentar e/ou complementar sugestões, postadas anteriormente por você ou por colegas, no Fórum “Contextualizando a mudança: da teoria à prática”. Aproveite para instigá-los a acessar seu blog, para a leitura do relato completo!

Atividade 3.3
Projetos de trabalho em sala de aula com a integração de tecnologias ao currículo Enfatizamos que esta atividade pode ser considerada como um “ponto alto” do curso, quando você estará aplicando, em sua prática, um amplo conjunto de aprendizagens construídas até aqui, acerca da aplicação das TICs na educação como possibilidade de inovar a prática educativa e de ultrapassar as paredes da sala de aula e as limitações das grades de programação de conteúdo.
Para facilitar sua compreensão da complexidade da tarefa, leia com atenção os seguintes esclarecimentos.
A realização de um Projeto de Trabalho envolve diversas etapas, que, de forma simplista, podemos citar:
Orientação didática:
1.      Relembre os recursos estudados até o momento que poderão ser em pregados para a realização de pesquisas, coleta e registro de informações do Projeto.
2.      Elabore o plano de aula conforme roteiro disponível no Portal do Professor. É preciso prever: pág 150
3.      Para compartilhar seu planejamento, sugerimos incluir uma postagem no seu blog do curso.

Atividade 3.4
Desenvolvimento de projetos de trabalho em sala de aula com a integração de tecnologias ao currículo
Orientação didática:
Desenvolva o Projeto previsto.
Durante a realização das ações de pesquisa, fique atento(a) para o registro detalhado das ações nos diferentes formatos que for possível: textos, fotos, vídeos, áudios. Esses materiais serão importantes para a etapa posterior de estruturar uma apresentação multimídia dos resultados do projeto (na Unidade 4). Você também pode orientar seus alunos para o uso de diferentes ferramentas estudadas neste curso, adequadas para o compartilhamento dos dados coletados e descobertas feitas.
Ainda, nesta perspectiva de acompanhamento do desenvolvimento do Projeto, sugerimos também que você registre, no fórum “Relato de projetos de trabalho”, o andamento das atividades desenvolvidas e tecnologias e mídias empregadas, de forma que você possa dialogar com seus colegas e formador e/ou esclarecer eventuais dúvidas. Seja cooperativo(a), ou seja, acompanhe os relatos dos colegas e apresente comentários e sugestões, quando achar pertinente.
Ao final do período estipulado para a pesquisa, analise o previsto e o realizado, comparando o plano de aula inicial com o que se concretizou nessa etapa de pesquisa com os alunos.
Faça uma síntese, em uma apresentação usando o BrOffice Impress, contendo:
• Atividades desenvolvidas durante a etapa de pesquisa do projeto, principais estratégias realizadas com os alunos;
• Tecnologias e mídias empregadas;
• Conhecimentos, atitudes e procedimentos mobilizados ou aprendidos
pelos alunos.
6. Utilize essa análise para reelaborar o plano de aulas no arquivo em formato de texto, atualizando de acordo com a realidade do que foi realizado;
7. Salve o documento na pasta “Meus documentos”, atribuindo-lhe um nome que facilite sua identificação da seguinte forma: ativ_4-4_MariaJ;
8. Poste a atualização também no seu blog;
9. Após receber o parecer avaliativo de seu formador, insira o Plano de Aula reelaborado no Portal do Professor.

Atividade 3.5
Conceito de currículo e o processo de integração de tecnologias ao currículo.
Para Refletir
Inicialmente, você deve refletir sobre os seguintes pontos:
·         Os conteúdos identificados no projeto desenvolvido com seus alunos estão inseridos no currículo formal?
·         Você consegue inferir quais foram os conceitos, atitudes e procedimentos desenvolvidos que não estavam previstos no currículo formal ou não foram explicitados no plano de aula elaborado?
·         Estes conceitos, atitudes e procedimentos fazem parte do currículo?
·         O que os alunos aprenderam sobre o uso de tecnologias constituem parte do currículo?
·         Então, o que é currículo?
Orientação didática:
1. Caso você tenha realizado o Projeto em grupo, reúna-se com seus colegas para debater as questões; se não, reflita individualmente.
2. Responda às questões propostas acima e registre suas respostas em papel ou com o uso de editor de texto.
3. Compartilhe suas respostas com o grande grupo e, juntos, busquem uma compreensão compartilhada acerca do conceito de currículo.
4. Registre o conceito de currículo, estruturado no grande grupo, em seu Diário de Bordo e/ou no seu blog.

UNIDADE 4
Atividade 4.1
Conhecendo objetos em multimídia
O uso dos computadores nas mais diferentes mídias já é praticamente universal. Em todos os canais de comunicação, as tecnologias digitais possibilitam novas maneiras de criação. Provavelmente, um dos exemplos que primeiro nos vem à mente é o cinema. Vemos, hoje, filmes que são inteiramente produzidos em computadores, desde o cenário até as expressões faciais dos personagens.
Mais próximo da nossa realidade, no entanto, estão os dois vídeos que selecionamos para assistir nesta atividade. Ambos são bons exemplos das possibilidades geradas pelo computador e, para sua produção, não requereram mais que um computador, uma boa câmara digital, alguns equipamentos de som, uma boa técnica e muita criatividade. O primeiro vídeo, chamado COIEDA, é uma produção do artista japonês Takagi Masakatsu. Ele utiliza formas geométricas simples e as anima, intercalando essas formas com filmagens editadas e trabalhadas em seu computador. Repare que música e imagem procuram dialogar de modo muito especial nesse vídeo.
Acesse o vídeo no link:
http://www.youtube.com/watch?v=0S0xlbYcis0&feature=related e observe que esse tipo de arte só é possível com o uso das tecnologias digitais.
O segundo vídeo, mais simples que o primeiro, tecnicamente falando, foi feito pelo artista brasileiro conhecido na rede como “Mystery GuitarMan”. Repare que tudo o que ele precisa para fazer o vídeo está dentro da sala do apartamento dele: uma webcam e um microfone conectados ao computador, balões e seu teclado. Depois de gravar as diferentes ‘vozes’ obtidas por meio de fricção na extremidade dos balões, ele as editou e as colocou juntas em um mesmo vídeo, reproduzindo o tango “Por Una Cabeza”, de Carlos Gardel. Acesse o vídeo no link:
Os dois exemplos anteriores usam, intensivamente, as novas tecnologias digitais; o próximo, aparentemente, não usa nenhuma tecnologia. Assim, perguntamos: Você consegue imaginar uma música que seja tocada com o corpo humano? Bem, agora imagine uma música que, para ser tocada, precise do corpo humano em movimento. Pense em como seria uma música que, para ser tocada, precise de muitos corpos em movimento. Sim, sim, só os corpos; os únicos instrumentos são corpos em movimento. É, entretanto, de música que estamos falando; não podem ser corpos em qualquer movimento, é preciso, portanto, que os movimentos sejam coordenados. Vamos deixar, contudo, essa conversa para depois. Primeiro, nós o convidamos a assistir a um vídeo.
Para Refletir
Esse trabalho do Professor Lucas com o bloco “O Passo” inspira alguma idéia de como trabalhar na escola? E sobre o trabalho com tecnologia, traz alguma sugestão?

Atividade 4.2
Navegando por vídeos e outras mídias
1.  Visite o portal do professor em http://portaldoprofessor.mec.gov.br/
2.  Vá ao  link “Recursos Educacionais”. Você precisará fazer algumas escolhas para ter acesso aos recursos, uma vez que por lá há muitos opções disponíveis e não será possível listarmos todas. Aconselhamos, por isso, que você use as opções de busca avançada, especialmente porque são muitos os itens disponíveis para cada recurso. Por exemplo, na data em que escrevo este texto, há 1.199 recursos do tipo áudio disponíveis. Assim, na busca avançada, você começa definindo se seu interesse é por um nível de ensino ou uma modalidade em particular.
Após isso, você deverá utilizar outras categorias classificatórias, tais como:
• Tipo de pesquisa: aqui, você seleciona qual nível de ensino ou qual modalidade educativa você prefere.
• Componente curricular: corresponde à disciplina de preferência.
• Tema: relaciona-se aos tópicos dentro da disciplina escolhida.
• Tipo de recurso: define a mídia ou o formato do recurso buscado.
• Idioma: há recursos em várias línguas.
• Ordem de classificação: ao final, você pode escolher que tipo de ordem de apresentação você desenha para os recursos a serem mostrados.
Você pode escolher ver primeiro os mais recentes; os mais comentados; os melhores classificados, os mais visitados ou simplesmente em ordem alfabética.


Atividade 4.3
Leitura, reflexão e discussão sobre mídia-educação
1.  Ao ler o texto de Silvio P. Costa “Mídia-Educação no contexto escolar:
Mapeamento crítico dos trabalhos realizados nas escolas de Florianópolis”, que se encontra ao final dessa unidade, vá anotando as questões e aspectos que mais lhe chamarem a atenção. Enquanto vai conhecendo a análise e os relatos das experiências que Silvio Costa observou, busque refletir a respeito daquelas experiências que você conhece. Que tal tentar imaginar o que Silvio Costa diria a respeito de uma experiência que você presenciou ou viveu?
2.  Agora, vá até seu blog pessoal e faça o relato de uma experiência de uso da mídia na educação que você conhece, incluindo, se possível, uma breve análise do grupo sobre esta experiência descrita – similar às realizadas por Silvio P. Costa.
3.  Procure conhecer os relatos similares nos  blogs de alguns de seus colegas; comente-os se achar necessário.

Atividade 4.4
Planejando a produção de um documento multimídia – relato do seu projeto pedagógico. Para realizar esta atividade, sugerimos que, juntamente com os seus parceiros, reúnam e revejam todo o material documental que vocês produziram como registro da execução do seu projeto pedagógico, tais como fotos, áudio, vídeo, textos, produções dos alunos.

Atividade 4.5
Produzindo o relato multimídia do seu projeto de pedagógico
Após ter assistido e estudado as animações sobre a produção de documentos multimídias, você deve escolher qual a linguagem da mídia você vai utilizar para realizar o seu relato: imagens, vídeo, áudio ou todas ao mesmo tempo.
Escolhida a mídia, seguindo as orientações constantes nas animações estudadas, você deve finalizar o planejamento da produção.
Após isso, “mãos à obra”! Bom trabalho e boa produção. Capriche no trabalho porque, no encontro de encerramento, ele deverá ser apresentado a todo grupo; e, é claro, você deve publicá-lo no seu blog e no blog da sua turma. Você não vai querer fazer feio, não é mesmo?
Ah! Além disso, a turma vai ser convidada a analisar essas produções e, se julgar adequado, vai indicar as melhores para postagem no Portal do Professor.